AECIO SARTI

AECIO SARTI

Aecio Sarti é um pintor brasileiro que nasceu em Aracaju-SE, em 1959.

Pinta desde os 14 anos de idade, época em que vendia seus trabalhos em praças da cidade. Cresce encantado pela liberdade de Picasso, pela estamparia de Klimt e pelo romantismo de Modigliani. 

No final da década de 70 muda-se para os Estados Unidos para estudar no Colorado Institute of Arts, em Denver. Nesse momento sua obra começa a ganhar maturidade e admiradores, mas Aecio logo decide voltar ao Brasil e abandona a pintura por 20 anos devido a uma severa depressão.

Em 2004 retoma a carreira na cidade de Paraty, onde mantém até hoje seu atelier, de porta abertas ao público.

Durante toda sua vida pintou figuras humanas, variando entre o minimalista e o ornamentado, muitas vezes acrescentando nos trabalhos elementos da moda, literatura e outras manifestações.

É muito conhecido por pintar quase todas suas obras sobre lonas de caminhão usadas. Seus quadros convidam à contemplação do belo em seus pequenos detalhes.

Atualmente vive e trabalha na cidade de Paraty - RJ. Lá mantém um atelier de portas abertas, onde pinta todos os dias. A visita diária das pessoas e a possibilidade de acompanhar o artista em meio ao seu processo criativo faz com que o local seja constantemente indicado como um dos pontos mais interessantes para se visitar na cidade.

De Paraty sua pintura segue para exposições individuais em todo o mundo, tanto em galerias como em museus e outros centros culturais. As obras de Aecio também fazem parte de coleções particulares e públicas em mais de 50 países.

Recentemente tem buscado falar de arte além das pinturas. Em 2014 deu início a um projeto de imersão pelo Brasil que resultou em um filme curta-metragem, intitulado “Céu de Querubins”, exibido na televisão e em diversos festivais de cinema pelo mundo. Também está trabalhando no segundo filme, que deve ser lançado em breve.

 

Últimas exposições;

 Bienal de Culturas Lusófonas (Portugal - 2015)

 Museu Histórico de Regensburg (Alemanha - 2015)

 Museu de Arte Contemporânea de Mato Grosso do Sul (Brasil – 2016)

 

Premiações:

Obra “Vestido de Cortina” premiada no “Integration Art Show” (Miami, EUA – 2004)

Exposição “Roupa de ver Deus”, eleita uma das 3 melhores exposições do ano no Centro Cultural Banco Central  (São Paulo – 2009)

Melhor documentário curta-metragem no Festival de Cinema de Santa Monica (EUA - 2015) com o filme “Céu de Querubins”, que retrata a obra de Aecio.

Mais obras deste Artista

Cadastro de

Newsletter

Cadastre seu nome e e-mail para receber nossas novidades!